Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
Logon

 

SAC: 0800 -772 3030   |
HTML do menu mobile
Navegar para Cima

Skip Navigation LinksCancer-de-prostata-e-o-segundo-mais-prevalente-entre-os-homens

Câncer de próstata é o segundo mais prevalente entre os homens

Estudos indicam 61 mil novos casos até o final de 2016

08/11/2016 15:58 | Última Atualização 08/11/2016 15:58

No Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais prevalente entre os homens, perdendo somente para o câncer de pele. Parar alertar a população masculina da importância do cuidado e prevenção, a Unimed Catanduva iniciou, no dia 1 de novembro, a Campanha Novembro Azul, que acompanha uma mobilização nacional de conscientização sobre a doença. Colaboradores da cooperativa que prestam atendimento ao público permanecerão vestidos, durante todo o mês, com a camiseta símbolo da campanha. Além disso, serão realizadas palestras nas empresas, matérias informativas em impressos e na tevê local, e disparos de informações sobre o câncer de próstata e a importância da prevenção por e-mail e também na Fanpage da Unimed Catanduva.

De acordo com o urologista Dr. Marcel Calegari Hayashi, cooperado da Unimed Catanduva, é preciso que os homens fiquem atentos à saúde e procurem um especialista regularmente. "O câncer de próstata é o segundo câncer que mais mata os homens. Os últimos dados levantados pelo Instituto Nacional do Câncer (Inca) apontam que, até o final de 2016, serão diagnosticados 61 mil novos casos da doença entre os homens. Desse total, aproximadamente 25% vêm a óbito", esclareceu.

O médico explica que o câncer de próstata requer muitos cuidados. Por se tratar de uma doença assintomática, ou seja, que não apresenta sintomas, a prevenção é muito importante e fundamental. Todo homem a partir dos 50 anos deve procurar um especialista para tratar do assunto. "Os exames a serem feitos anualmente são o toque retal e PSA (exame de sangue). Aproximadamente 18% do câncer de próstata é detectado pelo toque", afirmou. "Quanto mais cedo for diagnosticado, maiores serão as chances de cura, além de permitir um tratamento menos agressivo", explicou.

O tratamento deve ser individualizado e único, de acordo com a necessidade de cada paciente.

 

 

Outras Notícias

 

 

Unimed Baixa Mogiana promove palestra sobre doenças emocionaishttp://www.unimedfesp.coop.br/unimed-regional-da-baixa-mogiana-promove-palestra-sobre-doencas-emocionaisUnimed Baixa Mogiana promove palestra sobre doenças emocionais
Unimed Lins e Amul comemoram o Dia Mundial da Água http://www.unimedfesp.coop.br/unimed-lins-e-amul-comemoram-o-dia-mundial-da-aguaUnimed Lins e Amul comemoram o Dia Mundial da Água
Unimed São José do Rio Preto promove workshop sobre transexualidade http://www.unimedfesp.coop.br/unimed-sao-jose-do-rio-preto-promove-workshop-sobre-transexualidadeUnimed São José do Rio Preto promove workshop sobre transexualidade
Unimed Catanduva é certificada com a ISO 9001:2015http://www.unimedfesp.coop.br/unimed-catanduva-e-certificada-com-a-iso-9001-2015Unimed Catanduva é certificada com a ISO 9001:2015

+ Ver todas as notícias

COPYRIGHT

Copyright © 2016 - Unimedfesp.com.br - Política de Privacidade Rua José Getúlio, 78/90 - Aclimação - São Paulo - SP - CEP 01509-000 - Tel:(11)2146-2500 

UNIMED AWARDS

Unimed Fesp 2016