Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
Logon

 

SAC: 0800 -772 3030   |
HTML do menu mobile
Navegar para Cima

Skip Navigation LinksIngestao-de-peixe-reduz-probabilidade-de-diagnostico-de-diabetes

Ingestão de peixe reduz probabilidade de diagnóstico de diabetes

Unimed Catanduva alerta sobre os riscos da doença

21/03/2017 08:57 | Última Atualização 21/03/2017 08:58

​Mais de 70 mil pessoas morrem por ano no Brasil acometidas pelo diabetes. De acordo com o nutrólogo, endocrinologista e diretor de Desenvolvimento da Unimed Catanduva, Prof. Dr. Durval Ribas Filho, estima-se que de 7 a 8% da população é vitimada pela diabetes.

Silenciosa e de alto risco, o diabetes é uma doença crônica, degenerativa e que exige cuidados contínuos. Essa enfermidade é caracterizada pelo aumento dos níveis de glicose (açúcar) no sangue, provocada no momento em que o pâncreas começa a produzir menos insulina (hormônio que leva a glicemia para dentro da célula), pelo próprio organismo e, também, quando o paciente é obeso ou tem sobrepeso.

"Quando o paciente é obeso, o pâncreas gasta mais energia e produz insulina em grande quantidade, depois a glândula entra em hipofunção (deixa de funcionar corretamente), não levando a glicose para dentro da célula, ficando no sangue onde ocorre uma hiperglicemia (alta taxa de açúcar na corrente sanguínea)", explicou o endocrinologista.

Ainda de acordo com o especialista, a obesidade causa a resistência insulínica, na qual, a gordura em excesso provoca a resistência na produção de insulina.

Dentre os dois tipos existentes de diabetes (tipo I e tipo II), o grande aumento vem sendo causado pelo diabetes tipo II, conforme destacou o especialista. "O tipo II é provocado, em tese, pela resistência insulínica, por causa da obesidade, pelo sobrepeso e excesso de tecido gorduroso".

Já o diabetes tipo I é diagnosticado principalmente em crianças e jovens, neste caso a doença é autoimune, ou seja, o próprio organismo não reconhece o pâncreas e gera grande quantidade de anticorpos contra a glândula, e não deixa o pâncreas produzir insulina.

Sintomas

Os principais sintomas que podem alertar a doença são: sensação de muito apetite, acompanhado de muita sede, vontade constante de urinar. "Quando uma pessoa começa a acordar duas vezes a noite para beber água, ou urinar, ou tem muita vontade por doces de forma exagerada, essa pessoa tem o clássico diagnóstico da doença", ressaltou.

Prevenção

O nutrólogo recomenda uma alimentação balanceada. "Se a pessoas ingerir pelo menos três vezes por semana alimentos integrais, reduz em 24% a chance ter diabetes. Se consumir peixe três vezes por semana, a probabilidade de se ter a doença é reduzida em 28%", ressaltou.

Além de uma boa alimentação, o Dr. Durval Ribas Filho orienta a população para que faça exames periódicos regularmente. Entre eles, o teste de glicemia capilar, fornecido gratuitamente no evento Unimed na Praça, programa que ocorre quinzenalmente nas 18 cidades da área de ação da Unimed Catanduva.

Outras Notícias

 

 

Febre Amarelahttp://www.unimedfesp.coop.br/febre-amarelaFebre Amarela
Unimed Avaré promove confraternização para a equipe de basquete do CTUhttp://www.unimedfesp.coop.br/unimed-avare-promove-confraternizacao-para-a-equipe-de-basquete-do-ctuUnimed Avaré promove confraternização para a equipe de basquete do CTU
Hospital Unimed Bauru recebe certificação Black Diamond da 3M do Brasilhttp://www.unimedfesp.coop.br/hospital-unimed-bauru-recebe-certificacao-black-diamond-da-3m-do-brasilHospital Unimed Bauru recebe certificação Black Diamond da 3M do Brasil
Unimed Regional Baixa Mogiana inaugura espaço Estar Unimedhttp://www.unimedfesp.coop.br/unimed-regional-baixa-mogiana-inaugura-espaco-estar-unimedUnimed Regional Baixa Mogiana inaugura espaço Estar Unimed

+ Ver todas as notícias

COPYRIGHT

Copyright © 2016 - Unimedfesp.com.br - Política de Privacidade Rua José Getúlio, 78/90 - Aclimação - São Paulo - SP - CEP 01509-000 - Tel:(11)2146-2500 

UNIMED AWARDS

Unimed Fesp 2016