Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
Logon

 

SAC: 0800 -772 3030   |
HTML do menu mobile
Navegar para Cima

Skip Navigation LinksIntegracao-cooperativa-no-35-Suesp

Integração cooperativa no 35º Suesp

suesp1.jpg

​Essencial para o desenvolvimento do Sistema Unimed, a integração entre as cooperativas médicas deu o tom da solenidade de abertura do 35º Suesp que aconteceu na noite desta quarta-feira, dia 4 de julho, no Guarujá.

Nesta edição o evento traz como proposição: “Integração cooperativa: desafios e perspectivas”, que tem um significado importante para o momento atual do Sistema Unimed. De acordo com o presidente da Fesp, Dr. Omar Abujamra Junior, a escolha desse tema não foi aleatória. “Nós entendemos que um processo de integração cooperativa é absolutamente fundamental para o fortalecimento do Sistema Unimed, como um todo. Estamos vivenciando um cenário bastante complicado no mercado de saúde suplementar, e os motivos que contribuem para isso são muitos”, afirmou.

A forte regulação da ANS, a judicialização da medicina, o alto custo da assistência médica, o acirramento da concorrência, que vem investindo cada vez mais em verticalização de recursos e capitalização, além de uma crise econômica nacional, foram alguns dos fatores citados pelo presidente da Fesp para ilustrar os desafios enfrentados por grande parte das Unimeds. “Nesse contexto, a integração cooperativa representa um grande diferencial do Sistema em relação às concorrentes. No Estado de São Paulo, buscamos, cada dia mais, promover a sinergia e a integração entre cada Unimed Singular e Federação Intrafederativa, além das melhores soluções junto aos nossos parceiros e fornecedores. Estamos sempre discutindo novos projetos, alternativas e modelos, trocando experiências e estimulando políticas de gestão que sejam adequadas ao momento, e façam frente aos desafios que estão diante de nós”, destacou.

O Dr. Orestes Barrozo Medeiros Pullin, presidente da Unimed do Brasil, destacou que o Simpósio acontece em um momento político importante do País. Ao fazer votos de que nas próximas eleições sejam escolhidos representantes competentes, que possam conduzir o governo de modo integral e coeso, o dirigente destacou: “não queremos um Brasil governado como aconteceu nos últimos 15 anos, num clima de ‘eles contra nós’. Mas sim, queremos seguir em uma única direção”.

Esta mesma linha de raciocínio, segundo Pullin, deve ser seguida dentro do Sistema Unimed, buscando sempre o consenso em prol do coletivo. “Somos médicos, estudamos para isso e queremos exercer bem a nossa função. Precisamos também enfrentar os desafios internos juntos, pois nossa força está na união, e essa força é construída em cada Unimed”, ponderou.

Pullin comemorou as conquistas alcançadas pelas Unimeds nos últimos anos, com diversas inovações em saúde e o investimento em tecnologia, a fim de superar os desafios do setor.

PERFIL DO SUESP

Segundo o Dr. Marcos Cunha, diretor de Desenvolvimento Humano e Institucional da Fesp, o  Suesp é um momento propício para fortalecer os laços de amizade e promover ainda mais a sinergia entre as cooperativas médicas. “O Suesp aborda temas que envolvem macroeconomia e política, portanto não é um evento essencialmente técnico. O que o evento privilegia é a integração, a amizade e reforçarmos aquilo que nos une, que é o cooperativismo”, explicou.  

ESPETÁCULO PARA OS SENTIDOS

Em um momento de arte da solenidade, os presentes puderam desfrutar de uma apresentação da Camerata Darcos. O repertório do grupo musical incluiu o Hino Nacional, a sinfonia de Vivaldi “As quatro estações”, e o “Bolero” de Ravel, que, em sincronia com as imagens da projeção, transportaram a plateia para ambientes que valorizavam as melodias.

COPYRIGHT

Copyright © 2016 - Unimedfesp.com.br - Política de Privacidade Rua José Getúlio, 78/90 - Aclimação - São Paulo - SP - CEP 01509-000 - Tel:(11)2146-2500 

CERTIFICAÇÃO

Unimed Fesp 2016