Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
Logon

 

SAC: 0800 -772 3030   |
HTML do menu mobile
Navegar para Cima

Skip Navigation LinksViolencia-contra-o-medico-e-tema-de-debate-na-Unimed-Campinas-

Violência contra o médico é tema de debate na Unimed Campinas

Encontro foi realizado no anfiteatro da cooperativa

09/08/2016 15:28 | Última Atualização 09/08/2016 15:28

No dia 30/6, cerca de 40 pessoas entre cooperados, conselheiros e dirigentes da Unimed Campinas participaram do debate sobre Violência contra o Médico promovido pela cooperativa, no anfiteatro da Singular. O encontro reuniu o diretor e primeiro secretário do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp), Dr. Renato Azevedo Jr, o gerente Jurídico, Dr. Dagoberto Silvério, e o advogado, mestre e doutor em Direito Penal, Dr. Cícero Marcos Lima Lana. A coordenadora da Comissão de Ética Médica (CEM), Dra. Maria Tereza Matias Baptista, atuou como mediadora. No centro da discussão esteve a agressão sofrida por médicos nos consultórios, clínicas e hospitais, que vem ganhando expressão também na rede privada.

No Estado de São Paulo, 47% dos médicos conhecem um colega que viveu algum episódio de violência cometido por pacientes e 5% deles sofreram agressão pessoalmente, conforme apurou pesquisa publicada pelo Cremesp, no final de 2015.

O debate ocorreu justamente quando a Unimed Campinas decidiu criar uma comissão para gerir casos de violência na relação médico e paciente. O propósito é avaliar o posicionamento dos envolvidos e as circunstâncias que levaram ao fato, para estabelecer providências, sempre com amparo legal, além de medidas preventivas.

A chamada "Comissão Multidisciplinar para Análise de Conduta entre Médicos, Profissionais da Saúde e Pacientes", reúne representantes da diretoria Médico-Social, da área de Gestão de Relacionamento com Cooperados, Comissão de Ética Médica, Gerência Jurídica, Ouvidoria e Comitê Educativo/Núcleo de Desenvolvimento Humano.

"Acreditamos que constituindo esta comissão, os colegas possam denunciar os casos de violência em que estão envolvidos. Não havia gestão e fluxo para  atendimento destes casos, o que desencorajava médicos e pacientes a comunicarem a queixa à cooperativa. Além disso, a expectativa é que a criação desta comissão e a abertura entre os profissionais sobre o assunto evite o crescimento ou aparecimento de novos fatos, assim como servirá para acolher, amparar e conscientizar", concluiu a diretora Médico-Social, Dra. Carla Rosana Guilherme Silva. 

Outras Notícias

 

 

Trabalhe com saúde!http://www.unimedfesp.coop.br/trabalhe-com-saúdeTrabalhe com saúde!
Anestesiologista ministra a gestantes da Unimed Andradinahttp://www.unimedfesp.coop.br/anestesiologista-ministra-a-gestantes-da-unimed-andradinaAnestesiologista ministra a gestantes da Unimed Andradina
Unimed Regional Jaú lança campanha do agasalho 2018http://www.unimedfesp.coop.br/unimed-regional-jau-lanca-campanha-do-agasalho-2018Unimed Regional Jaú lança campanha do agasalho 2018
Unimed Botucatu promove conscientização sobre o autismohttp://www.unimedfesp.coop.br/unimed-botucatu-promove-conscientizacao-sobre-o-autismoUnimed Botucatu promove conscientização sobre o autismo

+ Ver todas as notícias

COPYRIGHT

Copyright © 2016 - Unimedfesp.com.br - Política de Privacidade Rua José Getúlio, 78/90 - Aclimação - São Paulo - SP - CEP 01509-000 - Tel:(11)2146-2500 

CERTIFICAÇÃO

Unimed Fesp 2016