Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal

 Banner com Menu - Web Part

 Editor de Conteúdo

Hoje o tabagismo é reconhecido como uma doença crônica causada pela dependência à nicotina, presente nos produtos à base de tabaco. É também uma das principais causas de morte evitável, por isso a importância de abandonar este hábito o quanto antes.

O Instituto Nacional do Câncer (Inca) informa que o tabaco, fumado em qualquer uma de suas formas, causa até 90% de todos os cânceres de pulmão e é um fator de risco significativo para Acidentes Vasculares Cerebrais (AVC) e ataques cardíacos mortais.

Fique sabendo: muito comum entre os jovens, o narguilé, também conhecido como cachimbo de água, é erroneamente considerado menos nocivo que o cigarro. A ideia que sustenta essa crença é que, supostamente, o líquido por onde passa a fumaça do narguilé filtraria as substâncias nocivas do tabaco, especialmente a nicotina. Porém, durante uma sessão de uma hora de narguilé, a quantidade de fumaça inalada equivale a fumar entre 100 e 200 cigarros. Isso porque, ao fumar narguilé, a pessoa fica exposta por muito mais tempo à fumaça do tabaco, já que o tempo de duração de um cigarro é de apenas alguns minutos. Além disso, o compartilhamento do produto também pode acarretar a transmissão de doenças infectocontagiosas.

PARA DEIXAR DE FUMAR É PRECISO:

- Ter força de vontade;
- Tomar a decisão de largar o cigarro;
- Avaliar as razões (riscos x benefícios);
- Pedir apoio às pessoas que o cercam;
- Afastar-se dos cigarros e objetos que lembrem a dependência;
- Evitar café, bebidas alcoólicas e chás;
- Praticar alguma atividade física;
- Acompanhamento de equipe especializada.

AO PARAR DE FUMAR:

- Após 20 minutos, a pressão sanguínea e a pulsação voltam ao normal;
- Após 2 horas, não há mais nicotina circulando no sangue;
- Após 8 horas, o nível de oxigênio no sangue se normaliza;
- Após 12 a 24 horas, os pulmões já funcionam melhor;
- Após 2 dias, o olfato já percebe melhor os cheiros e o paladar já degusta melhor a comida;
- Após 3 semanas, a respiração se torna mais fácil e a circulação melhora;
- Após 1 ano, o risco de morte por infarto do miocárdio é reduzido à metade;
- Após 10 anos, o risco de sofrer infarto será igual ao das pessoas que nunca fumaram e reduz em 50% o risco de desenvolver câncer de pulmão e outros tipos.

Quanto mais cedo você parar de fumar, menor o risco de adoecer!

Bibliografia: https://sbpt.org.br/portal/publico-geral/ doencas/tabagismo/

Núcleo de Atenção à Saúde da Unimed Fesp. E-mail: gerenciamento.saude@unimedfesp.coop.br. Artigo produzido em 26/6/2019.